Editorial: a ressaca das eleições

Passadas as eleições, vem a ressaca… candidatos que não se elegeram ou não conseguiram a reeleição tentam encontrar os motivos da derrota. As avaliações mais comuns, naturalmente, são a da “ingratidão”, de que “o povo não sabe votar”, entre outras… assim caminha a humanidade…

Para quem tinha mandato, a ressaca das eleições deveria ser motivo para analisar que, de alguma maneira, estavam errados no modo de trabalhar, ou de como se comportaram em discussões de votações e nas próprias votações. Pode ser que, apesar da sua crença de estarem fazendo tudo certo, não conseguiram entender a linguagem das ruas e, por isso, seu trabalho não reverteu em votos, e isso é motivo para parar e analisar com calma, sem paixões, sem ira, sem raiva…

A ressaca das eleições é o tempo necessário para “engolir” o orgulho e voltar a colocar as coisas nos trilhos para um novo período que se inicia em janeiro de 2017. E, a partir daí, planejar os próximos 4 anos de campanha para voltar ao cargo, desta vez, procurando ouvir melhor a voz das ruas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: