Estudantes voltam atrás e decidem manter ocupação no Colégio Estadual do Paraná

Foto: Flávia Barros – Banda B
Foto: Flávia Barros – Banda B

Estudantes voltaram atrás na tarde deste sábado (29) e decidiram manter a ocupação no Colégio Estadual do Paraná (CEP), que chegou ao 23° dia. Os alunos do maior colégio público do estado chegaram a anunciar a desocupação da instituição em favor das demais 24 escolas com reintegração de posse autorizada pela Justiça, na noite de sexta-feira (28), mas nova assembleia decidiu por manter a ocupação.

Em carta lida na frente da instituição, os estudantes disseram que irão continuar na ocupação e fizeram um apelo para que mais escolas façam o mesmo. “Gostaríamos de informar que continuamos ocupando e resistindo. Ontem nós tentamos negociar com a arma da reintegração apontada para o movimento, hoje indicamos para todas as escolas do Paraná e do Brasil que se mantenham e resistam. Ocupem suas escolas e ruas. Amanhã os estudantes da região metropolitana irão se reunir aqui no CEP para fortalecer as estratégias do maior movimento secundarista do mundo”, disse a carta.

O grito de guerra mais constante do movimento era “não tem arrego, você tira a educação e eu tiro o seu sossego”.

Na sexta, o Governo do Estado chegou a dar um prazo de dez dias para a desocupação do maior colégio público do estado, em contrapartida outras 24 escolas deveriam ser desocupadas. O acordo firmado entre a Procuradoria Geral do Estado (PGE), o Ministério Público do Estado do Paraná (MPE-PR) e a Defensoria Pública do Estado do Paraná previa que todas as 24 unidades seriam desocupadas até a próxima segunda-feira (31), o que foi recusado pelos alunos. Caso as escolas não sejam desocupadas até segunda-feira, há risco de o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ser adiado para os estudantes que realizarão a prova nestas instituições.

À Banda B, uma estudante que preferiu não se identificar disse que os estudantes farão de tudo para que a reforma do ensino médio não aconteça. “A proposta do Ministério Público não teve a presença dos secundaristas. Em nenhum momento queremos fugir da pauta inicial e isso tem nos fortalecido ainda mais”, explicou.

///Banda B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: