#Política: Parlamento Universitário volta a se reunir nesta quarta-feira (1º) para a eleição do seu presidente e do governador

Alep – Os estudantes que integram do Parlamento Universitário 2017, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), voltam a se reunir em segunda sessão preparatória nesta quarta-feira (1º), às 9 horas, para eleição da Mesa Executiva e para a eleição indireta do “governador” do Estado. Às 14 horas também ocorreráá55 a instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), no Auditório Legislativo da Alep. Projeto de ensino, pesquisa e formação política baseado na simulação das atividades parlamentares e oferecido pela Escola do Legislativo, nesta segunda edição o Parlamento Universitário envolve oito universidades, com 54 estudantes-deputados de diferentes cursos e outros 54 suplentes, selecionados dentre 1.300 inscritos.

Os trabalhos serão retomados após o recesso parlamentar do feriado de Finados, na segunda-feira (6), com reunião da CCJ às 9 horas, no Auditório Legislativo, rodada de conversas com deputados e a opção de acompanhar a sessão ordinária à partir das 14h30. As atividades prosseguem na terça-feira (7), com reuniões da CCJ e das comissões técnicas pela manhã, conversa com deputados e, à tarde, novamente a opção de acompanhar a reunião da CCJ e da sessão ordinária da Alep.

As comissões do Parlamento Universitário voltam a se reunir na quarta-feira (8) pela manhã. Na quinta-feira (9) acontece a 1ª sessão ordinária, às 9 horas, no Plenário, e às 13h30 a 2ª sessão ordinária. Nova reunião da CCJ está marcada para as 17 horas. Na sexta-feira (10) acontecem a terceira sessão ordinária, às 9 horas, e a quarta sessão ordinária, às 13h30, sempre no Plenário. O encerramento está previsto para as 18 horas.

Edição ampliada – Esta é a segunda edição do projeto Parlamento Universitário, desenvolvido pela Assembleia Legislativa do Paraná. No ano passado, entre os dias 25 e 29 de julho, 54 estudantes de diferentes períodos do curso de Direito da UFPR puderam viver o cotidiano dos deputados estaduais. Selecionados pela instituição de ensino, elaboraram projetos de lei, de resolução e propostas de emenda à Constituição (PECs), que foram depois examinadas, discutidas e votadas por eles durante a simulação.

O grupo participou de sessões preparatórias, organizou-se em partidos, bancadas e blocos parlamentares, sempre respeitando a proporcionalidade das siglas já representadas na Casa de Leis. Discursaram sobre temas de relevância para o Estado e em defesa das proposições em tramitação, conforme as regras estabelecidas pela organização do projeto, cuja prioridade é estimular o amplo debate de ideias e evitar o puro e simples proselitismo.

Com a experiência, os jovens tiveram a oportunidade de conhecer a Assembleia e seu funcionamento, vivenciando o cotidiano do Legislativo e compreendendo melhor como é o dia a dia do deputado, que vai muito além do comparecimento às sessões e da votação de matérias. Envolve preparação, conhecimento dos temas e cenários e muito trabalho. Foi o sucesso da primeira edição que levou a Escola do Legislativo da Assembleia a ampliar o projeto, abrindo-o a participação de outras instituições universitárias e outros cursos, além de Direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: